Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul
Facebook Twitter Youtube Sound Cloud
Notícias C,T&ILiquens e frutos do cerrado s√£o testados para tratamento de c√Ęncer

Liquens e frutos do cerrado s√£o testados para tratamento de c√Ęncer

 

O c√Ęncer est√° entre as principais causas de morte no mundo. A estimativa para 2030 √© de 21 milh√Ķes de novos casos em n√≠vel mundial, sendo que aproximadamente 13,2 milh√Ķes de mortes ir√£o ocorrer. A busca pela cura √© emblem√°tica, pois a doen√ßa √© muito agressiva e muitas vezes letal.

Ao redor do mundo diversas pesquisas est√£o em andamento com o objetivo de encontrar alternativas que possam ser utilizadas para o tratamento.

Cristina Zotti √© enfermeira e passou pela experi√™ncia de ser diagnosticada com leucemia em dezembro de 2014. ‚ÄúFoi bastante dif√≠cil e ainda √©, o c√Ęncer sempre ser√° uma sombra pra quem vive ou j√° viveu, por√©m como eu acredito muito em Deus e como tive meu milagre, acredito que o que temos que passar, ningu√©m passa. Como profissional da sa√ļde sempre tive avers√£o √† oncologia, talvez tivesse sido uma prote√ß√£o n√£o saber o que eu iria passar, fui sabendo e vivendo aos poucos‚ÄĚ, relata.

‚ÄúEu fico encantada com o avan√ßo da ci√™ncia, acho que os novos estudos s√≥ v√™m a somar. Quando me formei, h√° 10 anos, n√£o se tinha expectativa, hoje com as medica√ß√Ķes moleculares j√° se fala em cinco anos para pacientes com c√Ęncer severo. Acredito que chegaremos em um momento em que teremos a cura para todo tipo de c√Ęncer‚ÄĚ, afirma Cristina.

Aqui no Estado, entrevistamos um grupo de pesquisadoras da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul que trabalha com o tema estudando a atividade antic√Ęncer de liquens e frutos do cerrado. O grupo avalia esta atividade em diferentes tipos de c√Ęncer, dentre eles o melanoma, um tipo de c√Ęncer de pele muito agressivo e de dif√≠cil tratamento, representando cerca de 4% do total de c√Ęnceres de pele.

Quando detectado inicialmente o tratamento é mais fácil, porém em casos mais avançados o prognóstico é ruim, pois pode causar metástase, dificultando ainda mais o tratamento.

 

Pesquisando os liquens

Os liquens são constituídos por uma associação simbiótica de um fungo (micobionte) com um parceiro fotossintético (fitobionte), geralmente alga ou cianobactéria.

√Č poss√≠vel encontrar liquens nas mais diversas superf√≠cies na natureza, em rochas, em caules, em plantas em geral. ‚ÄúOs liquens t√™m uma caracter√≠stica de conseguirem sobreviver em ambientes extremos, tanto de temperatura como luminosidade. Produzem subst√Ęncias biologicamente ativas com a√ß√£o antibi√≥tica, antiviral, antimic√≥tica e antitumoral, foco de nosso estudo‚ÄĚ, afirma Caroline Almeida Farias Alexandrino, mestranda e membro da equipe.

‚ÄúOs estudos com liquens realizados na UFMS, pela pesquisadora Neli Kika Honda, v√™m contribuindo para a descoberta de subst√Ęncias quanto a sua estrutura e diferentes atividades biol√≥gicas. A parceria com a pesquisadora Maria de Fatima Cepa Matos, do laborat√≥rio de biologia molecular e culturas celulares, tamb√©m possibilitou estudos na √°rea de c√Ęncer destes compostos‚ÄĚ, esclarece a professora Danielle Bogo, coordenadora da pesquisa.

‚ÄúAtualmente est√£o sendo testados dois compostos isolados de liquens em um painel de c√©lulas neopl√°sicas, dentre elas de leucemia, c√Ęncer de f√≠gado, c√Ęncer de rim, c√Ęncer de mama e em melanoma experimental murino desenvolvido em camundongos‚ÄĚ, explica Caroline. Os resultados s√£o promissores e no futuro esses compostos isolados de liquens poder√£o ser potenciais agentes antic√Ęncer.

 

Riqueza do cerrado

O grupo trabalha também com os frutos do cerrado, encontrados no Mato Grosso do Sul. Frutos conhecidos e consumidos pela população local. Diversos estudos em relação aos aspectos nutricionais desses alimentos já foram realizados, por isso elas avaliam aspectos biológicos.

‚ÄúOs extratos desses frutos, dentre eles o pequi, a bocai√ļva, o araticum, foram testados em sete linhagens diferentes de c√Ęncer. N√≥s testamos em linhagens de c√Ęncer de pr√≥stata, de rins, de f√≠gado, de mama, de pele (que √© o melanoma, que √© o c√Ęncer mais agressivo que existe), ov√°rio e col√≥n, que √© o c√Ęncer de intestino‚ÄĚ, explica Magalli Costa Barbosa Lima e Silva, doutoranda e membro da equipe.

O extrato da guavira foi o que melhor teve a√ß√£o no melanoma induzido em camundongos. ‚ÄúUm fruto bem consumido pela popula√ß√£o, bem conhecido na nossa regi√£o e que agora n√≥s estamos verificando que, al√©m de ser nutricionalmente importante, apresenta atividade antitumoral em diversos tipos de c√Ęncer. Ent√£o, podemos dizer que o extrato desse fruto √© um agente promissor para tratamento de c√Ęncer, principalmente do melanoma‚ÄĚ, ressalta Magalli.

As pesquisas s√£o realizadas com investimentos financeiros do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul por meio da Funda√ß√£o de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ci√™ncia, Tecnologia e Inova√ß√£o do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect), que √© vinculada √† Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econ√īmico, Produ√ß√£o e Agricultura Familiar (Semagro).

 

Sobre

Edital: Chamada Fundect/CNPq N¬į14/2014 - PPP - MS

Título do projeto: Efeito antitumoral de compostos de liquens em linhagens celulares neoplásicas e melanoma experimental murino sustentabilidade para a pecuária de corte

Coordenação: Danielle Bogo

Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

 

Edital: Chamada Fundect/Capes N¬į 12/2015 - Biota-MS - Ci√™ncia e Biodiversidade

T√≠tulo do projeto: Bioprospec√ß√£o de frutos do cerrado: avalia√ß√£o da atividade t√≥xica, genot√≥xica e antic√Ęncer

Coordenação: Danielle Bogo

Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Texto e fotos: Bianca Iglesias

BOLETIM INFORMATIVO

MS FAZ CIÊNCIA

Nº 10

VER ONLINE
+ Edições

BASE DE PROJETOS

desenho de uma lupa

REVISTA

CORUMBELLA

Nº 04

VER ONLINE
+ Edições

Seções

A Fundect

Programas

SIGFAP

Parceiros

CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Cient√≠fico e Tecnol√≥gico CAPES - Coordena√ß√£o de Aperfei√ßoamento de Pessoal de N√≠vel Superior FINEP - Financiadora de Estudos e Projetos INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial Sebrae - Servi√ßo Brasileiro de Apoio √†s Micro e Pequenas Empresas CONFAP - Conselho Nacional das Funda√ß√Ķes Estaduais de Amparo √† Pesquisa CONSECTI - Conselho Nacional de Secret√°rios Estaduais para Assuntos de Ci√™ncia, Tecnologia e Inova√ß√£o SECTEI - Secretaria de Estado de Cultura, Turismo, Empreendedorismo e Inova√ß√£o ABDI - Ag√™ncia Brasileira de Desenvolvimento Industrial